Quando o assunto é layout de supermercado, atualmente existem não apenas profissionais, mas empresas especializadas que podem ser contratadas justamente para atuar na organização dos espaços de exposição das mercadorias dentro das lojas. A finalidade é disponibilizar os produtos de forma estratégica e que atraia os olhos do consumidor, visando o aumento das vendas.

Essa atividade gera uma série de impactos positivos no faturamento da empresa, já que muitas das medidas tomadas são baseadas em estudos sobre o comportamento dos clientes dentro de supermercados e o que os leva a colocar itens dentro do carrinho de compras, ainda que, ao sair de casa, eles não estavam com aquele produto em mente.

Pensando em todo esse contexto, preparamos este conteúdo para você entender melhor o que é layout de supermercado, qual a sua importância e quais as melhores práticas para trabalha-lo de modo que influencie positivamente nas vendas. Acompanhe a leitura para saber mais!

O que é layout de supermercado e por que é tão importante?

Layout de supermercado, basicamente, consiste no termo utilizado para se referir à organização e disposição de equipamentos — gôndolas, prateleiras, checkouts, etc — e seções em uma loja, necessários para dispor os produtos de maneira funcional e otimizada, permitindo a circulação e a identificação dos produtos pelos clientes.

O layout é importante pelo fato de que ajuda a aumentar a produtividade do espaço, não apenas no que se diz respeito às vendas do negócio, mas também por proporcionar maiores margens de lucratividade e satisfação dos consumidores. No setor varejista, o layout de supermercado é considerado como uma das “pedras angulares” que fundamentam o negócio.

Dito isso, as decisões tomadas para que os produtos sejam devidamente posicionados são imprescindíveis no planejamento das lojas tanto em termos de apresentação visual, quanto em quesitos de suavização do tráfego e bom uso do espaço físico do estabelecimento.

Como ter o layout de supermercado ideal?

Agora que você entendeu a importância do layout de supermercado, mostraremos as melhores práticas para se aplicar na hora de disponibilizar os produtos dentro do seu ponto de venda e atrair os olhos dos consumidores.

Planeje o ambiente

Planejamento deve ser a base de qualquer estratégia. Em primeiro lugar, o ambiente deve ser limpo e organizado. Depois, é preciso designar o posicionamento de cada seção da loja, sendo o ideal manter as mercadorias dispostas conforme categorias, tipos e marcas. A ideia aqui é manter os produtos sempre nivelados de forma simétrica nas gôndolas.

Lembrando que é comum que os consumidores desorganizem a disponibilização dos itens durante o dia a dia, portanto é importante que você tenha promotores e funcionários de prontidão para reorganizar as seções.

Determine os objetivos do layout

Um supermercado não é diferente de qualquer outro estabelecimento varejista. Isto é, deve atuar com objetivos que visem captar a atenção do consumidor. Sendo assim, você pode montar o layout com metas específicas, como:

  • datas sazonais — aproveite as datas especiais para otimizar o ambiente e decorar o estabelecimento de modo que chame a atenção do público;
  • guloseimas para crianças — posicione os produtos adorados pelas crianças de modo que fique à altura de seu campo de visão;
  • iluminação estratégica para destacar produtos específicos — até mesmo a iluminação do PDV deve ser pensada no contexto do layout de supermercado, pois contribui com a construção da atmosfera e influencia na experiência de compra.

Pense na disposição das gôndolas dentro do espaço

As gôndolas são ferramentas indispensáveis em um supermercado. Não é por coincidência que as marcas disputam para expor seus produtos nessas posições. Dito isso, aproveite esses pontos para organizar as mercadorias em blocos verticais e, dessa forma, maximizar a exposição dos itens.

Além disso, cuidado com a quantidade. Exponha, no máximo, dois ou três itens por agrupamento, já que o excesso pode causar o efeito contrário ao desejado, fazendo com que os clientes passem sem notar as mercadorias ou fiquem confusos na hora de escolher.

Organize as prateleiras

Existem alguns “segredos” na hora de organizar as prateleiras para obter um layout de supermercado altamente lucrativo. As gôndolas são divididas em cinco níveis, sendo eles:

  • acima da cabeça — nessa linha de visão, os clientes têm menos visibilidade e, portanto, os itens de menor interesse devem ser posicionados nela;
  • altura dos olhos — trata-se de um dos níveis com maior probabilidade de vendas, por isso as mercadorias com maior margem de lucratividade (não necessariamente as mais caras) devem ser posicionadas no campo de visão dos consumidores;
  • linha da cintura — produtos de grande procura devem ser posicionados aqui, já que essa também é uma das regiões abrangidas pelo campo de visão dos clientes, o que influencia diretamente nas compras por impulso;
  • abaixo da cintura — apesar de não ser uma área que gera tanto efeito como as anteriores, ainda sim é interessante posicionar as mercadorias mais baratas e que são compradas com maior frequência pelas pessoas, pois ainda que não estejam visivelmente posicionados, esses produtos são essenciais e serão comprados de qualquer maneira;
  • chão — apenas as mercadorias mais pesadas devem ser posicionadas nessa região.

Lembrando que o público-alvo deve ser considerado na hora de disponibilizar a organização das prateleiras. Por exemplo, a linha de visão dos adultos e das crianças não é a mesma, portanto organize os produtos “mais apelativos” ao público infantil na parte inferior, para que permaneçam à vista dos pequenos.

Identifique os pontos frios e quentes

Quando se fala em layout de supermercado, conhecemos como pontos frios e quentes as áreas de maior e menor movimento (fluxo de consumidores). É muito importante dar uma atenção especial a essas regiões, pois são capazes de aumentar as vendas.

Como gestor do estabelecimento, você pode utilizar as câmeras de segurança para fazer uma análise mais precisa sobre como seus clientes se movimentam dentro do supermercado. Além disso, é possível alterar a disponibilização dos itens para averiguar como os consumidores se comportam ou até mesmo como interagem com os produtos durante a compra.

Saiba onde é o ponto de maior circulação de pessoas

Por fim, mas não menos importante, a circulação dentro do supermercado deve não apenas ser confortável, isto é, fluída, como também deve ser pensada de maneira estratégica. Cada corredor deve se interligar, formando uma ordem pensada.

Evite o acúmulo de produtos em um único ambiente para que os clientes consigam transitar sem dificuldades. O percurso deve proporcionar um grande fluxo de circulação e, é exatamente nesse ponto que os produtos que agregam valor às vendas devem ser posicionados. Não é por coincidência que guloseimas e itens considerados “supérfluos” geralmente ficam posicionados nos corredores que levam o consumidor até o caixa, já que ele permanece por um certo período de tempo aguardando sua vez de ser atendido ali, o que pode impulsionar as compras por impulso.

Não pensar no layout de supermercado causa desorganização, dificulta a movimentação dos clientes e, por consequência impacta de forma direta nos índices de lucratividade do negócio. Como você pôde conferir neste conteúdo, o layout de supermercado não se trata apenas de uma forma de organizar os produtos para tornar a loja visualmente mais atrativa, mas sim de um conjunto de estratégias pensadas para que o consumidor note o valor agregado em cada item que compõe o inventário do PDV e, é claro, o estabelecimento possa aumentar seu ticket médio.

Este artigo foi útil para o seu negócio? Então, certamente você também se interessará por nosso conteúdo sobre as 5 melhores dicas para aumentar as vendas em lojas nas datas comemorativas!

 

 

 

Compartilhar